Diferença entre litografia e impressão

Quer você seja um ávido colecionador de arte ou um conhecedor de arte, muitas vezes há algum nível de confusão sobre 'o que é uma litografia' e 'de onde ela veio'. Muitas mentes curiosas ainda são céticas quanto à sua origem e acham difícil distinguir esta autêntica técnica de arte impressa em relação a outros processos de gravura. Ao contrário de muitas artes e ofícios de impressão praticados hoje, a litografia preservou um registro bastante autêntico de sua origem. Desde o início, os artistas ficaram intrigados com essa técnica única de gravura, pois eram capazes de desenhar e pintar diretamente na chapa de impressão. Na verdade, muitos artistas renomados, incluindo Pablo Picasso, Andy Warhol e Marc Chagall, usaram este método por sua arte.

Ao longo do século XIX, a litografia foi principalmente uma forma de arte gráfica e, como tal, ainda é mantida em alta reputação artística. No início do século XIX, a litografia geralmente era monótona e não era usada para fins comerciais. Pedras eram usadas como superfície de impressão, o que era um método caro naquela época. No final do século XIX, as pedras foram substituídas por placas de zinco e alumínio. Foi só após a Exposição Internacional do Centenário em 1876 na Filadélfia, onde ganhou uma exposição significativa, que essa forma de arte impressa floresceu. Vamos ver se a obra de arte em uma placa de pedra é melhor do que outros processos de gravura, especialmente com uma variedade de impressões disponíveis.



O que é litografia?

A litografia é um processo de gravura antiquado que usa pedras ou placas de metal. Este processo de impressão é descrito na própria palavra litografia, que vem de duas palavras gregas: 'lithos' significa pedras e 'graphien' significa escrever. É um método único, mas antigo, de impressão baseado na imiscibilidade de óleo e água. Baseia-se no princípio simples de que água e óleo não se misturam. A impressão por litografia começou em 1798, após ser inventada por um autor alemão, Aloys Senefelder, que procurava uma maneira prática de publicar suas peças. Ele chamou esse novo processo de impressão química. A litografia trouxe a mais importante revolução gráfica nas áreas de reprodução de textos e imagens impressas. Na década de 1850, as pedras foram substituídas por placas de metal, primeiro zinco e cobre na década de 1890.



O que é impressão?

Poucas pessoas, mesmo os conhecedores de arte profissionais, sabem a diferença entre uma gravura e uma litografia, ou sabiam distinguir uma reprodução de uma impressão de um original. Alguns dos maiores artistas do mundo usaram a gravura para criar peças de arte atraentes, mas é surpreendente que muito pouco se saiba sobre o assunto. Então, o que é uma impressão? Uma impressão é uma obra de arte gráfica produzida por um processo que permite sua multiplicação. A gravura, como o nome sugere, é uma técnica de criação de obras de arte por meio de impressão, normalmente em papel. A impressão é simplesmente um desenho que o artista fez em madeira, placa de metal ou pedra em ordem ser capaz de produzir muitas cópias dele.

Diferença entre litografia e impressão

Fundamentos

- A litografia é um processo de gravura antiquado que usa pedras ou placas de metal. Este processo de impressão é descrito na própria palavra litografia, que vem de duas palavras gregas: 'lithos' significa pedras e 'graphien' significa escrever. A impressão, por outro lado, é uma obra de arte gráfica produzida por um processo que permite sua multiplicação. A gravura, como o nome sugere, é uma técnica de criação de obras de arte por meio de impressão, normalmente em papel. Em termos simples, uma impressão é qualquer imagem pictórica da qual existe mais de uma cópia.

Processo

- A litografia é baseada no princípio simples de que água e óleo não se misturam. Um litográfico é criado desenhando uma imagem diretamente em uma superfície de impressão plana usando materiais como tintas à base de óleo, giz de cera, lápis, etc. passando o papel e a superfície de impressão juntos por meio de uma prensa especial. As impressões, por outro lado, são normalmente feitas por dispositivos mecânicos. As litografias são freqüentemente confundidas com outras formas de gravura.



Identificação

- Litografias são cópias de obras de arte feitas apenas de duas maneiras, por um artista ou por uma máquina. A impressão por máquina é freqüentemente chamada de litografia offset e é confundida com diferentes tipos de impressão. Litografias originais são belas peças de arte criadas a partir do desenho em uma pedra ou placa de metal e, em seguida, o papel pode ser pressionado na pedra para criar uma réplica da imagem original. Quando visto debaixo Uma lupa, uma litografia original pode ser identificada por seu padrão de pontos aleatórios porque, sendo o trabalho original, deve haver irregularidades em como a tinta cria um padrão de pontos espalhados aleatoriamente pela página. A impressão, por outro lado, deve impor sinais de reprodução mecânica.

Litografia x impressão: gráfico de comparação

Resumo da litografia vs. impressão

Ao longo do século XIX, a litografia foi principalmente uma forma de arte gráfica e, como tal, ainda é mantida em alta reputação artística. Litografias são obras de arte originais de artistas e normalmente são assinadas, enquanto a impressão litográfica offset e as reproduções não terão assinatura. A litografia é uma forma tradicional de impressão baseada no princípio simples de que água e óleo não se misturam. Ao contrário de muitas artes e ofícios de impressão praticados hoje, a litografia preservou um registro bastante autêntico de sua origem. As litografias originais podem ser identificadas por seu padrão de pontos aleatório, que pode mostrar irregularidades no padrão de tinta. Pelo contrário, os padrões de tinta que são perfeitos indicam claramente o envolvimento de dispositivos mecânicos.