Diferença entre colágeno e caldo ósseo

Para proteger a saúde e o bem-estar, os suplementos tornaram-se não apenas uma norma, mas também uma necessidade para a maioria das pessoas. Enquanto a maioria das pessoas usa suplementos por motivos de saúde, como alergias, deficiências de nutrientes vitais, outras usam suplementos com o objetivo de obter benefícios de saúde semelhantes aos que derivariam de um alimento. Entre os suplementos mais comuns estão caldo de osso e colágeno. Embora a maioria das pessoas use os dois termos simultaneamente, eles são diferentes de várias maneiras.



O que é colágeno?

Responsável por vários processos biológicos, colágeno é a proteína mais comum em mamíferos. É encontrado nos ossos, pele, tendões, ligamentos, medula óssea, músculos e cartilagem. A produção de colágeno diminui com a idade, as condições auto-imunes e também o estresse, tornando necessária a suplementação. Para uma absorção mais fácil pelo corpo, os suplementos, que estão disponíveis na forma de cápsulas, comprimidos e pós, passam pelo processo de hidrólise em que são decompostos em peptídeos. Embora existam mais de 30 formas de colágeno, as mais comuns colágeno em nossos corpos incluem I, II e III, em que os tipos I e III são abundantes no caldo de carne bovina.

Entre suas funções no corpo estão o fornecimento de ossos e articulações ideais, melhor saúde do coração, manutenção de intestinos e peso saudáveis, suporte de tecidos conjuntivos, músculos e pele.



O que é caldo de osso?

Derivado da fervura de ossos de animais, o caldo de osso é uma excelente fonte de colágeno, minerais, incluindo potássio, cálcio, magnésio e fósforo, para não mencionar os vários aminoácidos, bem como os lipídeos. Para que todos esses benefícios incríveis sejam colhidos, os ossos são fervidos por longos períodos. Para facilitar o uso, está disponível caldo de osso em pó, para aqueles que podem achar o processo de fervura óssea uma tarefa difícil. Entre outros benefícios para a saúde do caldo de ossos incluem a promoção e cura de problemas de saúde intestinal, atuando como um antiinflamatório e estimulando o sistema imunológico geral. Como fonte de colágeno, os tipos I e III são abundantes no caldo de osso de carne, enquanto o tipo II é abundante em caldo de osso de galinha.

Semelhanças entre colágeno e caldo ósseo

  • Ambos fornecem ao corpo nutrientes essenciais

Diferenças entre colágeno e caldo ósseo

Fonte

Enquanto colágeno é derivado de tecidos conjuntivos em animais, o caldo de osso é derivado de ossos de animais em ebulição.

Conteúdo

Enquanto colágeno contém apenas colágeno, o caldo de osso é uma excelente fonte de colágeno, minerais, incluindo potássio, cálcio, magnésio e fósforo, para não mencionar os vários aminoácidos, bem como lipídios.



Funções

O colágeno tem várias funções no corpo, incluindo o fornecimento ideal de ossos e articulações, saúde melhorada do coração, manutenção de intestinos e peso saudáveis, suporte de tecidos conjuntivos, músculos e pele. Por outro lado, o caldo de osso tem vários benefícios para o corpo, incluindo a promoção e cura de problemas de saúde intestinal, agindo como um antiinflamatório e estimulando o sistema imunológico geral.

Tipos de colágeno

Enquanto colágeno contém todas as formas de colágeno, caldo de osso contém apenas as formas I, II e III, em que os tipos I e III são derivados de caldo de osso derivado de carne bovina, enquanto o tipo II é derivado de caldo de osso derivado de frango.

Benefícios alvo

Enquanto colágeno é mais bem consumido quando se destina a uma área específica, como saúde da pele, o caldo de ossos é mais bem consumido para a saúde geral, pois tem uma grande variedade de nutrientes.



Colágeno vs. caldo ósseo: Tabela de comparação

Resumo de colágeno vs. caldo ósseo

O colágeno é derivado de tecidos conjuntivos em animais e contém todos os tipos de colágeno que fornecem ao corpo incríveis benefícios à saúde. Por outro lado, o caldo ósseo é derivado de ossos de animais em ebulição e é uma excelente fonte de colágeno, minerais incluindo potássio, cálcio, magnésio e fósforo, para não mencionar os vários aminoácidos, bem como lipídios. Ambos, entretanto, permanecem excelentes opções de suplementação. Para colher todos os benefícios de saúde possíveis, os dois podem ser combinados ou tomados alternativamente.