Diferença entre um Blowout Brasileiro e um Tratamento de Queratina

640px-hair_straighteners_3

A diferença entre estes dois tipos de tratamentos capilares pode ser muito sutil, tornando difícil distingui-los um do outro. Na verdade, até mesmo alguns estilistas profissionais podem confundi-los às vezes. Isso se deve ao fato de ambos serem tratamentos que atuam para alisar os cabelos sem causar danos aos folículos. Ambos os tratamentos funcionam para alisar, proteger, amaciar e relaxar o cabelo ao mesmo tempo em que remove o frizz, adiciona brilho e selam qualquer tratamento de cor. [Eu] Isso é feito criando uma camada de proteína em torno da haste do cabelo que torna o cabelo mais bonito, alisando a cutícula. Ambos também reduzem o tempo necessário para a modelagem diária e permitem que o cabelo seja lavado com menos frequência. [Ii] O custo de ambos os tratamentos é essencialmente o mesmo, variando de $ 100 a $ 450



  1. Processo

Existem diferenças entre o procedimento usado para completar o tratamento com queratina e o blowout brasileiro. Um tratamento de queratina normalmente leva um pouco mais de tempo, exigindo cerca de 3 horas para o processo, enquanto um blowout brasileiro leva apenas cerca de uma ou duas horas. O processo para ambos é iniciado lavando-se os cabelos com um xampu clareador e secando-os com uma toalha. Mas, então, um tratamento de queratina exigirá que o cabelo seja secado com secador até que não haja mais umidade, enquanto um blowout brasileiro precisa de um pouco de umidade para permanecer no cabelo. Depois disso, o produto correspondente a cada tratamento é aplicado nos cabelos de maneira uniforme. Para um tratamento de queratina, uma tampa é colocada na cabeça e o produto é deixado de molho no cabelo por 20-30 minutos e então seco. Com um blowout brasileiro, o cabelo é seco imediatamente após a aplicação do produto. Após esta etapa, ambos os tratamentos exigem que o cabelo seja alisado com uma configuração de temperatura de 450 graus. Esta é a etapa final de um tratamento com queratina, mas deve-se ressaltar que o produto deve permanecer no cabelo por aproximadamente três dias antes de ser lavado em casa. Com o blowout brasileiro, depois de alisado o cabelo, deve-se enxaguar abundantemente até que todo o produto seja removido e aplicada uma máscara de condicionamento profundo. Em seguida, ele será seco novamente para concluir o processo. [iii]

  1. Efeitos

Existem também diferenças sutis nos resultados de ambos os tipos de tratamento. Embora geralmente tenham resultados semelhantes - menos frizz, endireitando e melhorando o brilho e a aparência geral - o tratamento com queratina tende a ter um efeito mais dramático. Os cabelos ficarão mais lisos e lisos do que em um blowout brasileiro, que tende a oferecer um look mais macio. No entanto, é importante notar que ambos os tratamentos permitem a personalização para se adequar às necessidades do consumidor. O outro grande diferencial no efeito é que o blowout brasileiro trará resultados imediatos, já que todo o processo é concluído no salão. Como o tratamento com queratina exige que o produto permaneça no cabelo por 72 horas, você pode não notar diferença até dias após a saída do salão. [iv]

  1. Produtos químicos usados ​​e seus efeitos colaterais

Há alguma controvérsia em torno do uso de formaldeído e metileno glicol no produto blowout brasileiro, que são conhecidos carcinógenos. Alguns fabricantes rotularam seus produtos como livres de formaldeído quando contêm metileno glicol, mas isso é enganoso devido ao fato de que quando o calor é aplicado a este produto químico (como durante as etapas de secagem e alisamento), o metileno glicol desidrata e se torna gás formaldeído e vapor de água. Muitas agências governamentais pesquisaram os efeitos desses produtos químicos e alertam contra o uso de produtos para o cabelo com formaldeído, metileno glicol e qualquer aldeído, pois os efeitos colaterais podem incluir irritação nos olhos, visão turva, dor de cabeça, tontura, irritação nasal e de garganta, náuseas, dor no peito e irritação da pele. Posteriormente, houve ações judiciais de classe contra os fabricantes dos produtos de blowout brasileiros. [v] O tratamento com queratina é geralmente considerado como uma alternativa mais natural e, portanto, considerado menos controverso, [nós] no entanto, também foi demonstrado que esses tratamentos frequentemente contêm os mesmos compostos químicos encontrados em uma explosão brasileira, portanto, deve-se ter cuidado com os dois tipos de tratamento. [você está vindo]



  1. Tipos de cabelo

Há algumas indicações de que cada tratamento funciona um pouco melhor para diferentes tipos de cabelo. Uma vez que o tratamento com queratina oferece uma diferença mais dramática, o melhor candidato para este tipo de tratamento seria o cabelo muito cacheado ou muito volumoso, pois tornaria o cabelo muito mais fácil de manusear. Isso o tornaria muito mais elegante e reto. Um tratamento com queratina não seria considerado a melhor opção para cabelos já com pouco volume. Esse tipo de cabelo seria mais adequado para o blowout brasileiro, que funciona bem com cabelos de textura mais fina, com apenas leves ondas ou cachos. Também é a melhor opção se o seu objetivo principal é evitar o frizz e é mais personalizável para que a quantidade de produto possa ser ajustada mais facilmente permitindo um resultado individualizado. Portanto, embora ambos os tratamentos tendam a oferecer resultados semelhantes, existem diferenças sutis que fariam um deles uma escolha melhor em relação ao outro, dependendo das características do cabelo de cada indivíduo em particular. [viii]